Artigo,  Posts

Talheres biodegradáveis feitos a partir do caroço do abacate

Aos poucos o mundo tem se tornado um lugar mais consciente ecologicamente, e o ser humano tem buscado cada vez mais soluções que agridam minimamente o meio ambiente e possam substituir materiais danosos a natureza.

Um dos principais desafios atuais é a substituição do plástico comum derivado do petróleo, material que possui longa demora de decomposição, e tem matado vários animais e formas de vida em vários habitats naturais que se tornaram praticamente inabitáveis como o fundo dos oceanos e as praias.

Pensando nisso a startup mexicana BioFase desenvolveu um novo destino para as sementes desperdiçadas de abacates transformando as mesmas em talheres descartáveis e canudos que não poluem o meio ambiente.

Essa ideia ter surgido no México não é pra menos, pois o país é responsável por 34% da produção de abacate no mundo, o que também não é surpresa para a nação do guacamole onde existem várias empresas que processam a fruta na criação dessa receita.

A startup passou a recolher as sementes que antes iriam para o lixo sem utilidade nas indústrias, se valendo da chamada “economia circular”, o que antes iria para o lixo de alguns setores se transforma em material de produção para outros e todos saem ganhando, dentre eles o meio ambiente que fica livre da extração de matéria prima.

Os talheres antes produzidos com plástico, (material derivados de petróleo que são os maiores poluidores dos oceanos no momento), agora com este novo material biodegradam em 240 dias, dispensando a necessidade de serem separados para a reciclagem, com preços competitivos e similares aos do plástico comum, sem levar “o consumidor a pagar um preço injusto por cuidar do meio ambiente”, segundo análise da BioFase.

Atualmente a BioFase oferece tipos diferentes de produtos: biodegradáveis ​​e compostáveis. A diferença entre eles é de que os produtos compostáveis ​​precisam ser descartados em uma lixeira para que possam degradar 100%, já os produtos biodegradáveis são absorvidos pela natureza como uma fruta, uma vez terminada sua vida útil.

Como não amar o abacate? Que além de delicioso, produz o futuro! Conte pra gente que coisas incríveis se podem produzir com esta fruta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *